Os amigos amei
despido de ternura
fatigada;
uns iam, outros vinham,
a nenhum perguntava
porque partia,
porque ficava;
era pouco o que tinha,
pouco o que dava,
mas também só queria
partilhar
a sede de alegria –
por mais amarga.

Eugénio de Andrade, in “Coração do dia”

para ti. pelo maravilhoso partilhar de um serão, que foi uma autêntica viagem.

Anúncios