ando cheia de inveja do pessoal que vive em Lisboa e pode andar de bicicleta. não é propriamente vir trabalhar de bicicleta que me fascina, mas sim poder pegar numa e andar a correr as ruas à noite. no quase silêncio da noite. deve ser um prazer imenso.
entretanto, à medida que olho mais para mim, fico com a sensação que o tempo tem passado mais devagar. embora tenha as horas mais ocupadas, não me traz peso o tempo que dedico aos outros.
a minha época desportiva não começou da melhor forma, mas sinto uma confiança enorme no futuro. pelo menos, está a dar-me imenso gozo trabalhar com todas as pessoas que estão envolvidas. e isso não tem preço. a bem dizer eu também não tenho preço. só valor.

Anúncios