eu à espera do café a sair da máquina, enquanto troco impressões com a minha capitã de equipa. de semblante sério, porque estava a falar de uma coisa séria, mas também porque o barulho das galinhas que irromperam copa dentro me incomodou profundamente. os tímpanos.
há uma que diz: estás tão séria belinha. ao que eu grunhi, a ver se acabava logo ali com a conversa: estou a pensar. e ela muito pronta: então sorri, pensa-se melhor a sorrir. eu, a sair já de café na mão, ainda lhe disse: e isso é de quem? paulo coelho?

[puta de mania de estarem sempre a dar bitaites! eu até gosto dela, mas como é que acham possível alguém aturar quatro galinhas a cacarejar num espaço de 4×8? e não, Isabel, não trabalho num aviário.]

Anúncios