… passou-se Janeiro.

não sei se é característica da idade, se é por ter imenso tempo pós-laboral ocupado, se será por outra razão cósmica qualquer.
o tempo voa. o dinheiro, também, mas é mais fácil de gerir isso. ainda não me faltou para as necessidades básicas. e é para isso que ele serve – para me suprimir as necessidades básicas. no resto, vale muito mais uma boa cabeça para nos reinventarmos, do que muito dinheiro para gastar.
mas o tempo… o tempo é que me preocupa. porque receio estar a distrair-me e não o valorizar suficientemente.

isso e o filho da puta do estore da varanda que se partiu e criou uma barreira de um metro e tal entre mim e máquina de lavar roupa!!

Anúncios